Latest Entries »

Renúncia

deserto

 

Não existe vida cristã sem desertos. Acho que pela nossa natureza teimosa e prepotente a maneira mais eficaz de Deus nos ensinar algo é permitindo que atravessemos momentos de secura. Ele não nos tira a presença do Espírito Santo por misericórdia – até porque este é exatamente o oposto do objetivo dEle quando nos leva a essa estação de ‘inverno na alma‘ – mas nos abstém de coisas terrenas que geralmente nos distraem do nosso foco que é viver para Ele. Esssa é a maneira dEle nos dizer “Ei, olha para mim“.

E um servo sensível se lembrará de Jeremias 29:11 onde o Senhor diz que os pensamentos dEle sobre nós são de paz e não de mal, e não se revoltará contra Ele quando se vir num deserto, ao contrário, buscará com mais intensidade se prostrando procurando em si o que deve ser mudado, se dispondo a ser moldado.

Existem vários tipos de desertos, e não se pode entrar no merito de qual é mais doloroso, pois Deus age com cada um de uma forma profundamente pessoal. O que é meu ponto fraco pode não te atingir em nada, o que dói em mim pode não te causar nem mesmo cócegas. O momento que estou passando agora será um testemunho no futuro. Por ora, posso compartilhar que tenho feito um grande exercício de fé com Deus. Agradece a Ele pela paciência com que tem me conduzido a tomar as decisões certas, o que só poderia mesmo ser característico do Deus que É amorSim, pois Deus não tem amor, Ele é amor.

Em algumas situações, Deus nos tira coisas. Em outras Ele nos pede para renunciar. Só quem já renunciou algo a que se tinha um apego quase irrompível sabe o que é morrer por dentro. E só consegue fazer essa escolha quem realmente contempla a glória de Deus e sabe que nada no mundo vale mais do que estar com Ele. Você passa a amá-Lo mais que a própria vida e todo e qualquer parzer que haja nela. É essa a motivação que te sustenta em meio a dor da renúncia, quando você está escolhendo viver o plano de Deus mesmo já tendo os seus próprios. É como ter que rasgar com suas próprias mãos aquele projeto que você tanto sonhou e sempre lutou para realizar.

Eu posso dizer que a maior dificuldade é não conseguir enxergar um futuro. De repente não se tem mais aquilo que era palpável. Você pensa  “E agora?”. A partir de agora tudo o que você tem é uma promessa de um Deus que você não vê. E é aqui que entra o exercício da .

Como diz aquela canção: “Quando Deus escolhe alguem, bom é obedecer” (Lembra?). A pastora Helena Tannure diz que “Deus é um gentleman” e é verdade. Ele nunca nos obriga a nada, muito pelo contrário! Ele nos chama com carinho, nos atrai com amor. Ele também não vai te dar “punição com pragas e fogo” se escolher seguir seu próprio caminho fazendo as coisas do seu jeito. Afinal, é seu direito! Ele te deu liberdade total de escolha. Mas alguém que algum dia já conheceu verdadeiramente o Senhor e reconhece sua soberania e majestade absoluta, terá que conviver o resto da vida com a culpa de saber que por mais que você dê o seu melhor e seja muitíssimo bem sucedido, sua vida jamais chegará aos pés do projeto que Deus tinha para você, porque sem obediência não se pode ter a presença dEle.

Não se trata de ter sucesso na vida aqui na Terra. Se trata de escolher estar com Deus. Escolher pagar qualquer preço agrada-Lo.

Por isso eu escolho obedecer.

 

 

Quero deixar um louvor e um convite para que você possa adorar a Deus declarando isto:

“Mas eu escolho Deus. Eu escolho ser amigo de Deus. Eu escolho Cristo todo dia. Já morri pra minha vida e agora eu vivo a vida de Deus”

 

Adoro assistir videos de performances atuais de cantores (as) que estiveram em seus auges nos anos 70, 80… É super interessante observar como a voz, mesmo mudada, já sem aquele fôlego da juventude, ainda consegue carregar a mesma essência. É como se aquela voz tivesse uma história para contar.

Acho lindo ver a evolução de um dom tão fascinante como o canto – Sou suspeito pra falar porque essa é minha grande paixão. Por isso fico tão maravilhado ao ver o exemplo de um cantor que chega até os últimos anos de sua vida cantando com a mesma graça. Inovando sua tecnica, sua maneira de se expressar, sem perder o talento de fazer o que faz com amor. Isso me cativa! Quero chegar na minha velhice assim, se Deus permitir.

Então escolhi esse video, que é pra voce que sempre teve curiosidade de escutar o tal do Billy Ocean que tinha como fã numero #1 nos anos 80 a Tonia da série norte-americana Todo Mundo Odeia O Chris. Ele se deu super bem por ser tão citado no seriado e voltou a fazer algumas aparições.

Na época do lançamento dessa canção, ela fez sucesso com um estilo equivalente ao daquela década, obviamente. Eu, pessoalmente, não curto muito. Observe como o talento do cara evoluiu com o passar de todos esses anos. Achei essa a nova roupagem e a performance de uma delicadesa tão simples que deixou a musica até mais profunda.

Enjoy it!

 

 

E se estiver curioso para ouvir a versão original, tá aí:

 

 

 

 

BLOGObservando situações consegui enxergar claramente o que têm em comum os Cristãos em quem me espelho, e que considero as pessoas mais “de Deus” no mundo. Simplesmente acho que desvendei o grande mistério, e talvez até um atalho para a caminhada rumo a estatura de varão perfeito, a qual buscamos. Sim, pois assim que eu conseguir compreender esta ideia em sua totalidade e conseguir aplicá-la em minha vida dificilmente algo conseguirá me tirar da graça.

E o grande segredo é: O DESAPEGO.

Consigo imaginar Jesus agindo dessa forma enquanto vivia como homem. Imagino-O olhando para as coisas do mundo e, conhecendo a glória que nos espera, se perguntando que valor têm todas essas coisas diante da eternidade. Pensando nEle sinto vergonha do quão patéticos parecemos quando olhados por olhos tão Santos como os dEle.

Acompanhe meu raciocínio:

O que nos faz travar guerras carnais? O apego a ter o domínio.

O que me faz querer discutir, falar alto e até ofender alguém para ganhar uma briga? O apego por ter razão.

O que faz uma pessoa pecar roubando de Deus quando não dizima ou não O adora com ofertas? Apego ao seu dinheiro.

Agora você pergunta: “Mas quem nunca deixou de ofertar porque só tinha uma certa quantia que desejava gastar com outra coisa para si?” ou então “Quem nunca se exaltou e foi até o final de uma briga só para sair vencedor da discussão?” Na verdade, até eu já fiz e possivelmente faça outra vez. Mas isso não é o mais grave. A fatalidade está quando encontramos razão nessas coisas e adotamos como estilo de vida.

O problema de quando pecamos, não é simplesmente o pecar, pois isto já é previsivel de um homem carnal, mas caminhamos rumo a nossa própria ruína espiritual quando nos apegamos aos sentimentos e razões da carne.

Comece a exercitar isto desapegando-se daquelas convicções tão altivas das quais você se encheu ao longo da caminhada, abrindo mão dos direitos de que tanto nos valemos. Direito de ter razão, de sair por cima das situações, até mesmo direito de ser vítima, de odiar e falar mal de quem nos feriu.

São tantos os apegos que nos afastam da salvação. Liberte-se!

Medite em Efésios 5.

A paz do Senhor!

Guilherme.

Meu primeiro video no Youtube

Realmente não teve uma boa produção visual, mas o que importa é o conteudo hehe

10.09 Dia do gordo?

Acho que essa data me assombrou um pouco. A sincronia dos meus desejos com a realidade na hora do almoço foi impressionante! Quem me conhece sabe que minha grande paixão é comida japonesa. Nunca rejeito! E hoje fui exatamente a um restaurante que tinha comida japonesa. E de quebra tinha um arroz a piemontese que eu estava com DESEJOOOO de comer. Até tentei fazer em casa na ultima sexta feira, mas não deu certo! hehe… mas o que realmente me impressionou foram aquelas bolinhas vermelhas que vcs podem ver ali na foto. Vou explicar porque: hoje pela manhã, acordei com a claridade do sol e me levantei pra fechar a janela. Quando voltei a dormir sonhei que estava comendo cerejas no almoço ()… E hoje, por um motivo que não se sabe qual, no restaurante que fui almoçar resolveram colocar cerejas pra enfeitar os pratos. E olha que eu já almocei lá milhares de vezes e nunca, nunquinha mesmo, vi cerejas em prato algum. Sincronia do destino? Não sei… Só sei que mergulhei nesse prato que só tinha coisas que eu amo comer!!!

Aliás, reparem a combinação super expert que eu fiz. Tá uma verdadeira salada de nacionalidades nesse prato! Japão, França, Italia… Tudo a ver! Imagem

Liberando o Perdão Antes do Palavrão

Eu confesso: uma das minhas maiores lutas é contra a ira.

Pra você que, assim como eu, é “esquentadinho” saiba que isso é um erro e traz conseqüências. Inclusive, eu carrego conseqüências da época que eu ainda não era convicto de que precisava da transformação de Jesus no meu temperamento.

Cada um recebe sua educação de um jeito. Talvez você nem tenha tido um bom exemplo de como reagir a provocações. Mas pra isso temos a Palavra de Deus que nos ensina direitinho como um cristão deve ser: manso como a pomba, prudente como a serpente (Mt: 10:16).

Eu tenho uma imagem muito fixa na minha mente de Jesus com um “olhar de cordeiro como se estivesse morto”, assim como a Bíblia relata, e tento sempre ser um imitador dEle, como a Bíblia também nos orienta. Me esforço ao máximo para me lembrar dessa imagem nas horas de tensão (que são muitas!).

Eu acho que a mansidão de um cristão deve fluir naturalmente conforme ele vai vivendo suas experiências com o Pai. Cada dia que passamos na presença do Espírito Santo nos motiva mais e mais a lutar contra todas as coisas que possam afastá-Lo de nós.

Nossa bússola, que é a Sua Palavra, nos dá uma dica: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (Pv 15:1). Dica preciosa! Difícil de ser seguida, mas o esforço de obedecer a Palavra de Deus sempre vale à pena. Na próxima vez que você se encontrar em uma situação de estresse mútuo, tente lembrar-se disso: “A palavra branda acalma o furor”. Por mais que você esteja irado e cheio de razões, escolha ser o responsável por evitar uma briga. Dê você o primeiro passo!

Deixe Cristo viver em você!

O Grande Joalheiro

Nesses últimos dias uma amiga que amo muito tem sido afligida pelo inimigo das nossas almas com pensamentos ruins sobre si mesma, tristeza e desânimo. E pensando nela, o Senhor me trouxe a memória a visão que eu tive semanas atrás sobre a sua vida espiritual, e eu contei a ela. Eu via minha amiga buscando a Deus, orando, e naquela cena eu conseguia ver, de alguma forma, um embrião muito frágil que simbolizava a vida espiritual dela. Então o Senhor me mandava dizer a ela para que não parasse de alimentar aquele embrião, pois ele depende do alimento (da Palavra e da busca pelo Espírito) para sobreviver, crescer e realizar obras.

Mas o que fazer quando nossa alma se abate e não encontramos forças ou motivação? Tão facilmente o inimigo nos faz acreditar que não valemos nada, que somos impuros, indignos de caminharmos com Cristo. Isso acontece com mais freqüência do que se pode imaginar. Mesmo nos esforçando para não darmos ouvidos ao diabo, certas vezes chegamos a acreditar mesmo que “servir a Deus não é pra nós… ah, somos tão pecadores”. Essa é a mentira que ele quer que nós vivamos.

Satanás tem estratégias para nos fazer acreditar em suas mentiras. Uma delas é nos enganando sobre quem nós somos.

Me lembro de uma parábola que ouvi um dia sobre um homem que sentia-se sem valor algum. Aquele homem resolveu procurar seu pastor para conversar, e, ao chegar no gabinete, viu que o pastor estava muito ocupado resolvendo os assuntos da igreja. O pastor vendo o homem entrando pela porta, antes mesmo que o cumprimentasse, disse – Rapaz, tome este anel. Vá ao mercado e veja por quanto consegue vender. Mas não aceite nenhuma oferta abaixo de $3mil. Se conseguir, venda.

– Mas, pastor, preciso conversar com o senhor. O senhor tem um tempo pra mim? – respondeu.

– Sim, meu filho. Vá primeiro ao mercado vender esta jóia e depois conversamos.

Imagino que isso tenha feito aquele homem se sentir pior, mas ele sem contestar foi fazer o que o pastor lhe mandou.

Chegando ao mercado, ergueu a jóia e começou a gritar “vende-se, vende-se!”. Por horas o rapaz anunciou que queria vender a jóia, mas poucas pessoas lhe deram atenção. A maior oferta que recebera foi de $600. Desistente, ele volta ao gabinete do pastor com o semblante triste e diz – Pastor, eis seu anel. A maior oferta que me fizeram foi de $600, então não vendi. Agora o senhor tem um tempo para mim?

O pastor sem olhar muito para o rapaz respondeu – Filho, leve ao joalheiro e veja quanto ele paga pelo anel. Mas preste atenção, não venda! Apenas pergunte quanto vale. Quando voltar, eu prometo que conversamos.

Um pouco frustrado por ainda não ter conseguido a atenção do pastor, leva o anel ao joalheiro e pede para que analise a peça. O joalheiro demora alguns instantes perscrutando a jóia com uma lupa, depois a pesa, e diz – Fale ao pastor que, se ele quiser vender este anel agora, eu lhe pago $85mil em dinheiro.

O rapaz, espantado, enfia a jóia no bolso e volta com medo de ser roubado por alguém no caminho. Encontra o pastor em seu gabinete ainda atarefado com seus afazeres, senta-se na cadeira em frente a ele, coloca o anel sobre a mesa e dá o recado do joalheiro – Pastor, não sei o que o joalheiro viu de precioso no anel! Ele disse lhe paga $85mil em dinheiro!

O pastor sem demonstrar surpresa pela oferta, olha fundo nos olhos do rapaz e pergunta – Sabe porque o joalheiro fez esta oferta?

– Não, senhor.

– Porque foi ele quem esculpiu esta jóia. Ele sabe exatamente seu valor. Mesmo que as pessoas do mercado não tenham enxergado o quanto ele é valioso, o criador deste anel sabe que ele é único e de grande valor.

Quando ouvi essa parábola em uma pregação, o Espírito Santo me esclareceu o entendimento de que as pessoas do mercado representam as pessoas do mundo que passam por nós, às vezes entram em nossas vidas e não nos dão valor. Os que fizeram ofertas abaixo do valor real da jóia representam aqueles que são usados pelo inimigo para nos jogar para baixo, nos lançam palavras de desânimo, nos desmerecem. Mas tudo isso é jogado por terra quando a jóia é levada ao seu criador, assim como nós somos levados a conhecermos a Deus, que nos formou, que sabe o real valor que temos. Aquele que nos criou e sonhou com nossas vidas antes de formá-las. Ele, sim, nos dá valor.

Na ultima postagem eu disse que Deus apaga nossos pecados e jamais se lembra deles – segundo a Sua Palavra – e Ele é tão misericordioso que nos limpa, nos ergue outra vez e nos capacita para que sejamos cada vez mais fortes, pois esta é a Sua vontade. Ele quer que nós cresçamos! Quem é satanás para nos impedir?

Certa vez ouvi que quando estamos vazios, dali surge o louvor. Para isso, precisamos buscar mais de Deus para preencher nosso vazio. Por isso eu te digo: se estiver vazio, escolha buscar a Deus. Não dê ouvidos ao inimigo. Quando nos deixamos ser abatidos por sentimentos ou pensamentos ruins, estamos satisfazendo a vontade dele. Escolha a vontade de Deus. Se levante! Grandiosos são os planos do Senhor para nossas vidas.

“Levanta-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do SENHOR nasce sobre ti; Porque eis que as trevas cobrem a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o Senhor virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti”

(Isaías 60:1-2)

Quantas saudades de escrever!

Olhando a data da ultima postagem fico triste lembrando de tantas mensagens que o Espírito Santo ministrou ao meu coração durante esse ‘mais de um ano’ e eu desperdicei não escrevendo. Algumas vezes por falta de tempo, outras por falta de vontade. Nesse período longe, estive buscando outras coisas pelo mundo – ignorando o Deus que outrora me tirou daquele lamaçal. Impossível não registrar aqui a minha gratidão ao Senhor por tanta misericórdia. Pois pela Sua graça e perdão estou de volta.

Eu poderia falar durante horas sobre a misericórdia de Deus que tem sido tão abundante na vida de todos nós (que passamos longe de sermos dignos). Mas um trecho da Palavra dEle nos deixa “sem palavras”.

“Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro”               (Isaias 43.25) Deus diz a Jacó junto ao povo de Israel que vinham se distanciando e se esquecendo dEle. Assim como muitos de nós fazemos até hoje e o amor dEle por nós nunca muda.

É realmente com muita alegria que eu volto a escrever.

————-//—————

Vou contar sobre uma experiência sobrenatural que passei há pouco tempo atrás, quando fui atingido pela atitude errada de uma pessoa da minha igreja e fiquei muito magoado, até com raiva dela. No dia, mal consegui dormir quando me deitei, pensando no acontecido.

Ajoelhei e orei. Já não agüentava aquele sentimento ruim. Sentia que precisava liberar o perdão. Minha grande preocupação naquele momento era limpar meu coração, que sentia coisas tão ruins a respeito de uma pessoa que é tão pecadora quanto eu. Percebi que estava sendo desmedido em querer tanto mal pra uma pessoa que apenas cometeu um erro! Então orei. Pedi com todas as minhas forças que Deus me ajudasse a perdoá-la. Eu precisava descansar e a raiva nem me deixava relaxar.

Quando acabei de orar, nada aconteceu. Então deitei e chorei.

– Por que, Senhor? Tantas pessoas oram e o Senhor as ouve – questionei – Por que não vejo o Teu agir?

Acho que todos nós passamos por um momento assim, de achar que Deus não ouve nossas orações.

Acabei caindo no sono ainda com o coração turbulento.

Acordei por volta das 19:00h (pois trabalhava durante a noite e dormia durante o dia). Sozinho em casa, fiz algumas coisas de rotina… banho, lanche, computador… e deitei no sofá. Lembro de ter passado algumas vezes pela sala e ter tido a impressão de que a luz do meu quarto estava acesa, mas não me prendi a isso e continuei transitando normalmente. Quando finalmente me deitei no sofá pra assistir um filme, lembrei de supostamente ter deixado acesa a luz do quarto. Foi quando andei em direção a porta para então apagar aquela lâmpada, e vi que o Espírito Santo em pessoa se manifestava no meu quarto trazendo toda aquela luz!!! Foi como um raio que me tirou a capacidade de pensar por mim mesmo, me envolvendo em uma luz sobrenatural (que não era de lâmpada alguma) e me dizendo – Eu sou a paz que você precisa. Estou aqui em resposta a sua oração -.

A única coisa que me lembro depois disso é de ter ficado extasiado pela presença de Deus, e do gozo de saber que o Senhor é fiel em cada palavra que Ele diz. A paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4.7) é real e acessível! Eu posso dizer que a PAZ que tenho experimentado desde o dia que o Espirito Santo se revelou a mim desmerece qualquer conceito de paz que o homem possa ter.

Basta crer.

Que Deus te abençoe!

Quebrando os retrovisores da vida

Eu quero dividir com você um texto que eu fiz há um tempo, que nosso Abba ministrou ao meu coração numa fase bem complicada da minha conversão. Foi quando Ele me mostrou que havia chegado a hora de quebrar os retrovisores da minha vida.

Nós vemos a vida como uma estrada bem grande. Muitos carros (que representam as pessoas), muitas colisões, muita confusão… Às vezes, até agimos como carros mesmo. Atropelamos pessoas, fazemos manobras perigosas e também existem aquelas pessoas que ficam “estacionadas”.

Certamente, existem diferenças entre os carros (pequenos/grandes, modernos/antigos). Cada um com seu objetivo, com sua motivação.

E nós somos privilegiados por termos Jesus como nossa única motivação de seguir essa estrada. Com essa escolha, nós nos tornamos carros muito mais fortalecidos, e seguimos a estrada na velocidade que quiser o Senhor. Não precisamos temer se é noite escura, se há neblina,  buracos ou risco de acidentes. Porque somos carros ungidos!

Na estrada da vida, um carro ungido pelo Senhor tem licença para andar na contra-mão, rebocar outros carros acidentados ou para ultrapassar quem quer que seja. Não há limites para nós que somos ungidos.

Nós temos os faróis mais fortes dessa estrada. O Senhor nos usa para iluminar aqueles que ainda não foram alcançados pelo Seu brilho. E o nosso combustível é o mais gostoso que pode existir, pois nos alimentamos da doce Palavra de Deus.

E quando somos enviados para caminhos desconhecidos, nosso GPS é a potente voz de Deus

Ah… Nada é melhor do que ser um carro escolhido e ungido por Deus na estrada da vida. Cada carro de um jeito. Cada modelo com sua missão. Para cada viagem, um objetivo. A cada corrida, um testemunho diferente.

Mas um carro que andava perdido, sem luz e sem motivação precisa passar por muitas transformações para poder se tornar um enviado do Senhor. Só Ele pode transformar um compacto simples, já abatido pelo seu trajeto, em um Caminhão Cegonha capaz de ser usado para carregar multidões de carros para o caminho dos Céus. Deus nos toma e nos molda. Ele desamassa, refaz, capacita. Apaga nosso passado. Nos faz produzir frutos. Ele nos quer como carros totalmente Seus. E é preciso tomar a decisão de pertencer a Ele, somente a Ele, a ninguém mais do que a Ele.

E é esse o ponto onde eu queria chegar.

Se você quer ser transformado e capacitado para ser enviado pelo Senhor, você precisa permitir que Ele arranque seus retrovisores.

Ele nos tira daquela estrada tortuosa sem fim certo, nos coloca num caminho seguro o qual Ele determina onde haverão curvas ou neblinas, Ele nos molda enquanto nos permite passar pelos nevoeiros, mas nós precisamos estar determinados, meu querido.

Se o Senhor tem te enviado a uma estrada onde há neblina e você não tem entendido muito bem aonde essa estrada vai chegar, jamais olhe no retrovisor. Arranca mesmo! Esqueça de que ele está lá. Nunca olhe para trás! Não se baseie no que você viveu no passado para escolher a direção que vai tomar nessa nova estrada. Lembre-se sempre do seu GPS que é mais valido que qualquer opinião dos vizinhos de viagem ou companheiros. Ligue-o e escute a voz de Deus dizendo “Siga em frente, EU sou contigo! Eu estou te guiando!”.

Escolha obedecer! A direção de Deus nunca falha. Ela te leva à terra prometida!

Que Deus te abençoe!

Adore com excelência!

Oi, Pessoal!

Que saudades de escrever aqui! Infelizmente não tenho tido muito tempo livre pra atualizar o blog. Inspiração até que não tem me faltado, mas o tempo está apertadíssimo. E nessa ultima semana eu me deparei com varias situações que me diziam claramente que eu deveria voltar a me dedicar a vocês. (Fala, Deus!) hehe

Graças a Deus entramos com o pé direito em 2010 e quase todas as semanas até aqui eu tenho ido junto com o meu pastor e pai em visita a várias igrejas – ele ministra a palavra e eu, o louvor. Então ‘muita dedicação’ é ‘pouco’!

O Senhor tem feito grandes obras em cima disso. A cada congregação que o Pai nos leva, Ele nos toca de uma maneira diferente e nos revela o que devemos entregar em cada lugar. As transformações pelas quais eu tenho passado têm sido maravilhosas. É muita misericórdia sendo derramada sobre a minha vida e sobre a igreja!

Hoje eu quero compartilhar com vocês sobre a nossa ultima visita que foi na segunda-feira retrasada (08/março/2010). Essa foi a maior igreja que nos convidou neste ano. *Quando meu pai me avisou sobre o convite, meu coração ficou muito temeroso pois eu sabia que uma cantora muito boa daqui de Campos congrega nessa igreja. Minhas pernas tremeram e eu pensei: “Ai, meu Deus! Vou passar uma vergonha cantando diante de uma cantora profissional!”. E assim eu fiquei por alguns dias até chegar à véspera do dia do culto.

Naquele dia eu me tranquei no meu quarto e pedi “Senhor, tira de mim esse medo. Todos sabem que eu vou cantar é para Ti e não para os homens. Derrama sobre mim a Tua unção capacitadora porque meu coração está muitíssimo temeroso”… E mais uma vez Ele veio com Sua presença… e me invadiu tão poderosamente, gente! Eu senti nos meus braços, em todo meu corpo uma força tão grande. Parecia que eu podia voar ali naquela hora. A força de Deus tomou conta de mim. E não parou por aí. A ousadia que Deus me deu foi só um detalhe naquela noite.

Ele me revelou que muitas, muitas e muitas pessoas deixam de iniciar ministérios para os quais o Senhor as tem chamado por medo do que as outras pessoas vão pensar. Por medo de não fazer bonito, chique ou assim/assado. A obra de Deus não tem sido feita porque o temor tem sido maior sobre os que Ele tem chamado do que o próprio chamado Dele. Ele me revelou que ali naquela igreja Ele me usaria para falar isso pras pessoas. “Os escolhidos do Senhor tem deixado de cumprir o Seu chamado porque não olham para o chamado e sim para a falta de recursos, ou seja, não crêem que Deus pode capacitá-los e prover todo o necessário”

Naquela oração o Senhor me trouxe à memória de quando eu aceitei a Jesus. Não se deram nem 3 semanas e eu já estava empolgado reunindo pessoas interessadas por música para formar uma equipe de louvor. Sendo que eu nunca havia cantado antes! Eu só queria fazer a obra. Não queria recompensas, fama ou méritos. Eu tinha uma coisa muito forte no meu coração: “Quero dar o meu melhor pra Deus. Quero fazer tudo em favor da Sua obra”. E mesmo com todas as lutas (e olha que foram muitas!!!), Deus me trouxe até aqui hoje revestido de proteção e cuidado. Ele tem me dado a honra de ser servo Dele e a Sua vontade é o que me guia até hoje.

Não há nada que nós não possamos fazer se é aquilo que Deus nos revelou.

Ele me deu uma palavra. Fica em Jeremias 40: 28, 29, 30 e 31

“Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra nem se cansa nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento. Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.”

Por isso eu te digo hoje: Se o Deus, que tudo pode e tudo vê, tem te chamado para a obra, VÁ! Os planos Dele são muuuito maiores do que aquilo que você tem em mente. Não considere o que seus olhos vêem, porque se você é fraco, Ele te fará forte. Se você não tem nenhum vigor, sua fonte será Jesus Cristo. Se não há recursos, Ele proverá!

O louvor que o Pai colocou no meu coração para que fosse ministrado junto a esse testemunho foi “Adorador por Excelência – Nani Azevedo”. Quando ele diz “Eu não vou me importar com o que vai acontecer. Eu só quero te exaltar. Tu És a razão do meu viver (…) Um adorador por excelência quero ser”.

Foi isso que eu vivi.

Não me importei com nada.

A glória de Deus é só o que importa.

Adore-O com toda sua excelência!!