BLOGObservando situações consegui enxergar claramente o que têm em comum os Cristãos em quem me espelho, e que considero as pessoas mais “de Deus” no mundo. Simplesmente acho que desvendei o grande mistério, e talvez até um atalho para a caminhada rumo a estatura de varão perfeito, a qual buscamos. Sim, pois assim que eu conseguir compreender esta ideia em sua totalidade e conseguir aplicá-la em minha vida dificilmente algo conseguirá me tirar da graça.

E o grande segredo é: O DESAPEGO.

Consigo imaginar Jesus agindo dessa forma enquanto vivia como homem. Imagino-O olhando para as coisas do mundo e, conhecendo a glória que nos espera, se perguntando que valor têm todas essas coisas diante da eternidade. Pensando nEle sinto vergonha do quão patéticos parecemos quando olhados por olhos tão Santos como os dEle.

Acompanhe meu raciocínio:

O que nos faz travar guerras carnais? O apego a ter o domínio.

O que me faz querer discutir, falar alto e até ofender alguém para ganhar uma briga? O apego por ter razão.

O que faz uma pessoa pecar roubando de Deus quando não dizima ou não O adora com ofertas? Apego ao seu dinheiro.

Agora você pergunta: “Mas quem nunca deixou de ofertar porque só tinha uma certa quantia que desejava gastar com outra coisa para si?” ou então “Quem nunca se exaltou e foi até o final de uma briga só para sair vencedor da discussão?” Na verdade, até eu já fiz e possivelmente faça outra vez. Mas isso não é o mais grave. A fatalidade está quando encontramos razão nessas coisas e adotamos como estilo de vida.

O problema de quando pecamos, não é simplesmente o pecar, pois isto já é previsivel de um homem carnal, mas caminhamos rumo a nossa própria ruína espiritual quando nos apegamos aos sentimentos e razões da carne.

Comece a exercitar isto desapegando-se daquelas convicções tão altivas das quais você se encheu ao longo da caminhada, abrindo mão dos direitos de que tanto nos valemos. Direito de ter razão, de sair por cima das situações, até mesmo direito de ser vítima, de odiar e falar mal de quem nos feriu.

São tantos os apegos que nos afastam da salvação. Liberte-se!

Medite em Efésios 5.

A paz do Senhor!

Guilherme.

Anúncios