Archive for março, 2013


Renúncia

deserto

 

Não existe vida cristã sem desertos. Acho que pela nossa natureza teimosa e prepotente a maneira mais eficaz de Deus nos ensinar algo é permitindo que atravessemos momentos de secura. Ele não nos tira a presença do Espírito Santo por misericórdia – até porque este é exatamente o oposto do objetivo dEle quando nos leva a essa estação de ‘inverno na alma‘ – mas nos abstém de coisas terrenas que geralmente nos distraem do nosso foco que é viver para Ele. Esssa é a maneira dEle nos dizer “Ei, olha para mim“.

E um servo sensível se lembrará de Jeremias 29:11 onde o Senhor diz que os pensamentos dEle sobre nós são de paz e não de mal, e não se revoltará contra Ele quando se vir num deserto, ao contrário, buscará com mais intensidade se prostrando procurando em si o que deve ser mudado, se dispondo a ser moldado.

Existem vários tipos de desertos, e não se pode entrar no merito de qual é mais doloroso, pois Deus age com cada um de uma forma profundamente pessoal. O que é meu ponto fraco pode não te atingir em nada, o que dói em mim pode não te causar nem mesmo cócegas. O momento que estou passando agora será um testemunho no futuro. Por ora, posso compartilhar que tenho feito um grande exercício de fé com Deus. Agradece a Ele pela paciência com que tem me conduzido a tomar as decisões certas, o que só poderia mesmo ser característico do Deus que É amorSim, pois Deus não tem amor, Ele é amor.

Em algumas situações, Deus nos tira coisas. Em outras Ele nos pede para renunciar. Só quem já renunciou algo a que se tinha um apego quase irrompível sabe o que é morrer por dentro. E só consegue fazer essa escolha quem realmente contempla a glória de Deus e sabe que nada no mundo vale mais do que estar com Ele. Você passa a amá-Lo mais que a própria vida e todo e qualquer parzer que haja nela. É essa a motivação que te sustenta em meio a dor da renúncia, quando você está escolhendo viver o plano de Deus mesmo já tendo os seus próprios. É como ter que rasgar com suas próprias mãos aquele projeto que você tanto sonhou e sempre lutou para realizar.

Eu posso dizer que a maior dificuldade é não conseguir enxergar um futuro. De repente não se tem mais aquilo que era palpável. Você pensa  “E agora?”. A partir de agora tudo o que você tem é uma promessa de um Deus que você não vê. E é aqui que entra o exercício da .

Como diz aquela canção: “Quando Deus escolhe alguem, bom é obedecer” (Lembra?). A pastora Helena Tannure diz que “Deus é um gentleman” e é verdade. Ele nunca nos obriga a nada, muito pelo contrário! Ele nos chama com carinho, nos atrai com amor. Ele também não vai te dar “punição com pragas e fogo” se escolher seguir seu próprio caminho fazendo as coisas do seu jeito. Afinal, é seu direito! Ele te deu liberdade total de escolha. Mas alguém que algum dia já conheceu verdadeiramente o Senhor e reconhece sua soberania e majestade absoluta, terá que conviver o resto da vida com a culpa de saber que por mais que você dê o seu melhor e seja muitíssimo bem sucedido, sua vida jamais chegará aos pés do projeto que Deus tinha para você, porque sem obediência não se pode ter a presença dEle.

Não se trata de ter sucesso na vida aqui na Terra. Se trata de escolher estar com Deus. Escolher pagar qualquer preço agrada-Lo.

Por isso eu escolho obedecer.

 

 

Quero deixar um louvor e um convite para que você possa adorar a Deus declarando isto:

“Mas eu escolho Deus. Eu escolho ser amigo de Deus. Eu escolho Cristo todo dia. Já morri pra minha vida e agora eu vivo a vida de Deus”

 

Anúncios

Adoro assistir videos de performances atuais de cantores (as) que estiveram em seus auges nos anos 70, 80… É super interessante observar como a voz, mesmo mudada, já sem aquele fôlego da juventude, ainda consegue carregar a mesma essência. É como se aquela voz tivesse uma história para contar.

Acho lindo ver a evolução de um dom tão fascinante como o canto – Sou suspeito pra falar porque essa é minha grande paixão. Por isso fico tão maravilhado ao ver o exemplo de um cantor que chega até os últimos anos de sua vida cantando com a mesma graça. Inovando sua tecnica, sua maneira de se expressar, sem perder o talento de fazer o que faz com amor. Isso me cativa! Quero chegar na minha velhice assim, se Deus permitir.

Então escolhi esse video, que é pra voce que sempre teve curiosidade de escutar o tal do Billy Ocean que tinha como fã numero #1 nos anos 80 a Tonia da série norte-americana Todo Mundo Odeia O Chris. Ele se deu super bem por ser tão citado no seriado e voltou a fazer algumas aparições.

Na época do lançamento dessa canção, ela fez sucesso com um estilo equivalente ao daquela década, obviamente. Eu, pessoalmente, não curto muito. Observe como o talento do cara evoluiu com o passar de todos esses anos. Achei essa a nova roupagem e a performance de uma delicadesa tão simples que deixou a musica até mais profunda.

Enjoy it!

 

 

E se estiver curioso para ouvir a versão original, tá aí: